Seja quem você realmente é

Desista de “cobrar amor” e atenção do mundo. Decida primeiro amar! Independente dos fatos, das pessoas, das circunstâncias, dos condicionamentos, da sua história. Você é livre para amar, só depende de uma decisão. É no momento de decisão que nosso destino é traçado. Para ser amado você não precisa que os outros decidam te amar. Você não pode interferir na liberdade do outro. Se você precisa ser amado, você se torna escravo do outro, dos seus condicionamentos, das suas dificuldades, de seus problemas, de seu egoísmo. Se você cobra amor, você precisa adoecer, então não acredita no amor que vêm. Assim, você é livre “para amar”. Se tomar essa decisão e efetivá-la, vai provocar tanta alegria, vida, harmonia e bem estar com sua simples presença, que não pode duvidar que será amado, e, melhor, que mereço ser amado. E começa a ser bom amar, ser perfeito, ser saudável, ser íntegro, ser eu mesmo. E se eu sou eu, como duvidar que o que sentem por mim é autêntico? Se eu sou verdadeiro o que eu produzo também é verdadeiro. Portanto, agora posso me realizar na vida, no amor, profissionalmente. Posso ser feliz no casamento. Posso ter filhos saudáveis. Posso sorrir, me alegrar, ir ao encontro do outro. Por que? Porque a decisão é minha. Para que? Para poder realizar aquela missão que resume toda a essência do sentido da existência humana, a capacidade de amar, amar incondicionalmente.

05 Dicas para aprender a dizer não.

É preciso levar em conta alguns princípios quando se quer dizer não a alguém ou a alguma situação:
  • Restringir-se à situação da qual se está tratando. Não generalizar para outras situações nem permitir que o outro o faça.
  • Levar em consideração que a outra pessoa certamente vai insistir. Não se render logo, pelo contrário, insistir na negativa, da mesma forma que o outro está fazendo.
  • Levar em grande conta o comportamento não-verbal demonstra­do enquanto se faz a negativa: a expressão facial e o tom de voz devem ser firmes, mas não agressivos.
  • Como essas situações quase sempre nos pegam de surpresa, é preciso preparar a reação. Antes de atender a um chamado, encontrar-se com os amigos, receber o marido etc., quando se acredita que certamente vai surgir uma situação "perigosa", é preciso pensar bem na própria resposta e prever o que fazer diante de possíveis resistências por parte do outro: críticas, gozações, ameaças...
  • Também é preciso ter bem claro o que se quer e o que não se quer. Às vezes, acreditamos ter certeza do que queremos, mas bastam quatro argumentos para a outra pessoa jogar por terra a nossa atitude. Isso só acontece quando não temos bem claro quais são exatamente as situações, os pedidos ou os comportamentos que admitimos e diante dos quais não estamos dispostos a ceder.
 

9 Dicas para melhorar o local de trabalho do Desatento e Desorganizado

Dicas de um chefe  sobre como trabalhar com assistentes:
  • Planeje e organize as atividades por semana, se preferir poderá também fazer diariamente.
  • Dê permissão para que sejam vigilantes em lembrá-lo de fazer as coisas.
  • Seja aberto e honesto sobre as suas necessidades.
  • Crie responsabilidade.
  • Deixe de lado os detalhes.
  • Tê-los continuamente lembrando de que você deveria estar fazendo.
  • Aprenda a não ter vergonha do que você precisa.
  • Seja honesto consigo mesmo e com o seu ajudante.
  • Dê-lhes permissão para chamá-lo para o foco prioritário.Dicas para ASSISTENTES sobre como trabalhar com chefes:
Dicas para ASSISTENTES sobre como trabalhar com chefes:
  • Seja claro com limites.
  • Não se apegue em seus maus humores ou estados de humor excessivamente excitados.
  • Pergunte-lhes como eles querem ser lembrados.
  • Se você perguntar-lhes X e eles dizem Não, ouça e silencie. Nove em cada dez vezes, é apenas uma resposta emocional irracional. Dê tempo ao chefe de pensar e então re-abordá-lo.
  • Mantenha a calma e seja honesto em todos os momentos.
Fonte: Adaptado do livro A mente desorganizada, pg. 261, por Nancy A. Ratey

10 Dicas para a Paz na Família

10 DICAS PARA A PAZ NA FAMÍLIA

1. Tenha fé e pratique o amor, amando o próximo, como a si mesmo. 2. Ame-se, confie em si mesmo, em sua família e ajude a criar um ambiente de amor e paz ao seu redor. 3. Reserve momentos para brincar e se divertir com sua família, aprendemos brincando e a diversão aproxima as pessoas. 4. Eduque seu filho através da conversa, do carinho e do apoio e tome cuidado: quem bate para ensinar está ensinando a bater. 5. Participe com sua família da vida da comunidade, evitando as más companhias e diversões que incentivam a violência. 6. Procure resolver os problemas com calma e aprenda com as situações difíceis, buscando em tudo o seu lado positivo. 7. Partilhe seus sentimentos com sinceridade, dizendo o que você pensa e ouvindo o que os outros tem a dizer. 8. Respeite as pessoas que pensam diferente de você, pois as diferenças são uma verdadeira riqueza para cada um e para o grupo. 9. Dê bons exemplos, pois a melhor palavra é o nosso jeito de ser. 10. Peça desculpas quando ofender alguém e perdoe de coração quando se sentir ofendido, pois o perdão é o maior gesto de amor que podemos demonstrar.

Mulheres e dinheiro

Workshop de Coaching para MulheresPor que será que as mulheres, tão competentes em todas as outras áreas da vida, não exibem a mesma competência quando se trata de dinheiro? Por que não dedicamos ao nosso dinheiro o mesmo cuidado e atenção que devotamos a todos os outros relacionamentos importantes em nossa vida? Por que não temos um relacionamento com o nosso dinheiro? As mulheres estão ganhando mais do que nunca, mas não estão multiplicando o que ganham. Reunir coragem para aplacar o medo de investir e poupar. Nem sempre o que é certo é fácil de realizarmos, a falsa “zona de conforto”, sempre nos impede de darmos vôos mais altos... Por isso é imprescindível manter o foco, definir um objetivo que realmente tenha um significado, desejar conseguir a independência financeira, independente do que digam ou façam para impedir. Continuar persistindo e seguindo em frente... Quero escrever daqui uns dias sobre persistência, vale a pena desenvolvermos essa habilidade... Temos que desenvolver um relacionamento saudável e honesto com o nosso dinheiro. E precisamos encarar esse relacionamento como um reflexo do nosso relacionamento com nós mesmos. A sua crença sobre o dinheiro, está relacionado com a sua noção de quem você é e o que merece. Pense e analise criteriosamente isso!!!!! Um patrimônio duradouro só é possível quando se tem uma noção saudável e consistente de autoestima. Como então consertar esse relacionamento?
  • Reconhecer os próprios erros;
  • Assumir responsabilidades;
  • Agir produzindo resultados, mudanças para melhor.
Veja o que você ainda precisa melhorar:
  1. Planejar a compra
  2. Resistir às ofertas
  3. Gastar por conta de créditos futuros
  4. Ansiedade e impulsividade
  5. Fazer compras parceladas
  6. Ostentar sem ter condições
  7. Utilizar juros do cheque especial
  8. Pagar o valor mínimo do cartão
  9. Fazer empréstimos financeiros
  10. Guardar dinheiro.