Inclusão na escola

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Na Educação, especificamente nas escolas, a inclusão é um processo bilateral de mão dupla onde a escola e a família se une para transpor barreiras. A educação inclusiva deve acolher a todos, sem exceção. Para essa inclusão acontecer é preciso um projeto pedagógico bem definido, que começa pela reflexão. Diferentemente do que muitos possam pensar, inclusão é mais do que ter rampas e banheiros adaptados. Ajustar-se às necessidades das crianças, perceber e conhecer sua individualidade proporcionando melhores condições para a sua socialização e aprendizagem é o grande diferencial. Os educadores devem conhecer as várias características dos alunos que exigem cuidados especiais, para que haja naturalidade na maneira de conviver com eles e para que qualquer membro da equipe possa dar pronto atendimento em caso de necessidades. É muito natural quando o educador não está familiarizado com o aluno, que se sinta despreparado para assumi-lo. Muitas vezes tem medo ou dificuldade de reconhecer e lidar com possíveis preconceitos e necessidades. O primeiro passo para vencer essa etapa e superar esses sentimentos é o reconhecimento da sua dificuldade, e a procura de informações, seja com o serviço público, com a família, através de consulta a uma bibliografia especializada e, principalmente, usando seu bom senso. A criança deve ter um atendimento educacional especializado paralelamente às atividades regulares, de preferência no mesmo local, para que possam desenvolver um trabalho integrado. A escola é a segunda base do reflexo da vida do lado de fora. Os alunos que passam por isso na escola, mais tarde não terão dificuldade de vencer os preconceitos. A atitude dos educadores é determinante para que um aluno com necessidade especial acredite na sua capacidade de superar obstáculos e resolver situações de seu cotidiano, possibilitando o direito de ocupar o seu espaço na sociedade. Se isso não ocorrer, esses alunos serão sempre dependentes e terão uma vida cidadã pela metade. Não podemos ter um lugar no mundo sem considerar o do outro, valorizando o que ele é e o que ele pode ser. O grande ganho, para todos, é viver a experiência da diferença. Além disso, para nós, educadores, o maior ganho está em garantir a todos o direito à educação. Como diz Maria Tereza Mantoan, ''inclusão é o privilégio de conviver com as diferenças. Na escola inclusiva educadores e alunos aprendem uma lição que a vida dificilmente ensina: respeitar as diferenças. Esse é o primeiro passo para construir uma sociedade mais justa. '' Ainda me pergunto, pra que tanto conteúdo, se os conteúdos mais importantes não estão sendo evidenciados na escola. Precisamos de uma reforma urgente, de mais educação para a vida. Comecemos por nós, cada um pode fazer a diferença dentro das suas possibilidades. O que não dá é reclamar e deixar o tempo passar. Eu continuo acreditando na educação! Abraços coajosos Saiba mais: curso à distância de Inclusão - www.aciandadh.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *