POR QUÊ “A Ciranda” ?

POR QUÊ "A Ciranda" ? Quando se fala em ciranda, as pessoas associam a palavra a uma brincadeira de roda e a infância. Realmente reconhecemos na Ciranda a lembrança de uma brincadeira muito gostosa, um pedaço de alguma coisa lá dentro que é muito nossa, e quando ela chega, giramos ao sabor dessas lembranças. Ciranda é uma dança comunitária que não tem preconceito quanto ao sexo, cor, idade, condição social ou econômica dos participantes, assim como não há limite para o número de pessoas que dela podem participar. Começa com uma roda pequena e vai aumentando, à medida que as crianças chegam para dançar, abrindo o círculo e segurando nas mãos dos que já estão dançando. Tanto na hora de entrar como na hora de sair, a pessoa pode fazê-lo sem o menor problema. Os povos primitivos dançavam ao redor da fogueira para comemorar as boas colheitas, tinham como lema “O grande trunfo da vitória é saber esperar por ela”. Na vida não importa o que você conquistou, mais os caminhos que levaram você a sua conquista. Sempre estamos reformulando os nossos sonhos e sendo pessoas melhores, isso faz parte da vida! Na Ciranda, nessa grande roda, não existe ninguém em posição mais favorável que o outro, não existe primeiro, segundo e último lugar, todos estão numa mesma posição de igualdade. Isso nos sugere que todos temos um potencial infinito dentro de si, basta acreditar e ter coragem, persistir, definir objetivos e focar na atitude, no final das contas tudo acontece. Na ciranda, formamos uma roda e de mãos dadas, com a mão direita, que está ligada ao hemisfério direito do nosso cérebro (inconsciente) deve estar ligada ao outro por cima, ajudar, doar a quem precisa e a nossa mão esquerda, ligada ao hemisfério esquerdo do cérebro (consciente) deve estar ligada ao outro por baixo aprender e receber de quem pode compartilhar. Assim é A Ciranda Desenvolvimento Humano. Transformando pessoas...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *